Cia. Luna Lunera completa 18 anos de trajetória com a estreia de “E Ainda Assim se Levantar” no CCBB-BH

Espetáculo questiona como podemos nos erguer em situações de iminente esgotamento.


Cia. Luna Lunera comemora 18 anos com a estreia de seu novo espetáculo, E Ainda Assim se Levantar, no Centro Cultural  Banco do Brasil  Belo Horizonte – CCBB BH, de 16 de agosto a 9 de setembro. Com direção de Isabela Paes, o ponto de partida para a criação do espetáculo, que celebra a maioridade da Companhia, foi o projeto de pesquisa “a potência da precariedade”, que durante todo o processo de criação levantou questões que buscam identificar como podemos encontrar força em situações de iminente esgotamento, pessoal, social ou político. O espetáculo vai ocupar o Teatro 1 do CCBB BH, sempre de sexta a segunda, às 20h10. Os ingressos já estão disponíveis pelo site eventim.com.br ou na bilheteria do teatro, com valores de R$30,00 a inteira e de R$15,00 meia entrada.

Com atuação de Anderson Luri, Cláudio Dias e Letícia Castilho, o espetáculo aposta na reconfiguração da proposta de história, personagens e cenário para dar lugar à potência dos corpos como principal instrumento de criação. “Queremos abdicar da teatralidade para encontrar o que o teatro possui de mais potente: a possibilidade de explorarmos atravessamentos que só acontecem na copresença”, explica a Isabela Paes.

De onde podemos encontrar forças quando parece que não podemos aguentar mais? Momentos assim são paradoxais. Como dizia o poeta Holderlin, onde mora o perigo, é lá que também cresce o que salva. Essa é uma das reflexões que motivaram a criação do espetáculo. E é preciso defender o que nos salva, defender nossa alegria. A musicalidade do espetáculo – executada pelos próprios atores que cantam e tocam instrumentos percussivos – é um dos principais recursos que apontam o caminho. Cláudio Dias explica que “buscamos na valorização da alegria, por meio da música e do carnaval, uma forma de respiro potente como maneira de apoiar nosso movimento de sobrevivência.”

18 anos de Cia. Luna Lunera

Criada em 2001, a Cia. Luna Lunera é hoje considerada um dos expoentes do teatro brasileiro contemporâneo. Vem despertando interesse e reconhecimento pelo desenvolvimento de um método próprio de criação compartilhada, no qual os espetáculos surgem de uma série de encontros, pesquisas e improvisações, e onde os lugares tradicionalmente destinados ao diretor, ao ator, ao dramaturgo e ao público são completamente redefinidos.

A Cia. realizou mais de mil apresentações, levando mais de 200 mil pessoas aos teatros do Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, França, México, Panamá, Portugal, Uruguai e Venezuela. Além do seu reconhecimento artístico, a Luna Lunera vem se tornando uma referência na formação profissional e de público, através de inúmeras ações de trocas de experiência, democratização do acesso à arte e ampliação dos seus circuitos de exibição.

A principal atividade da Luna Lunera é a criação e circulação de espetáculos autorais, com estética acentuadamente contemporânea. A Cia. investe em diversos caminhos de criação através da pesquisa e diálogo com outros criadores contemporâneos do teatro, da dança, da música e das artes visuais e digitais, abrindo seus processos criativos para o público, tornando-o cocriador. Consolidou parcerias que possibilitaram projetos de grande envergadura: o CCBB Centro Cultural Banco do Brasil financiou a criação e circulação dos espetáculos Prazer e Urgente, totalizando mais de 16 meses de temporada em 4 unidades do CCBB. Também a parceira com o SESC possibilitou uma turnê por 33 cidades em 25 estados brasileiros através do Palco Giratório. A Cia. realizou também uma turnê por 7 capitais nas regiões Norte e Nordeste do país, com patrocínio da Eletrobras Eletronorte/Chesf. Em viagens e temporadas, é prática da Cia. realizar debates com o público e oferecer oficinas gratuitas para artistas interessados em conhecer as técnicas de criação da Cia., bem como discutir temáticas relacionadas aos espetáculos.

SERVIÇO

E Ainda Assim se Levantar – Cia. Luna Lunera

De 16/08 e 09/09. Apresentações de sexta a segunda, sempre às 20h10

Local: CCBB – BH: Praça da Liberdade, 450 – Funcionários

Informações:  (31) 3431-9400

Duração: 90 minutos

Classificação indicativa: 16 anos

Ingressos vendidos na bilheteria do teatro ou pelo site eventim.com.br. R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia entrada)

Cia. Luna Lunera comemora uma década do espetáculo Aqueles Dois

A montagem do espetáculo Aqueles Dois pela Cia. Luna Lunera comemora uma década em novembro de 2017. A peça, que narra a relação entre Raul e Saul, dois funcionários de uma repartição que compartilham o ambiente de trabalho burocrático e monótono e ali desenvolvem laços afetivos, foi inspirada no conto homônimo de Caio Fernando Abreu. Para celebrar a data, a companhia realiza curta temporada no Teatro de Bolso do SESIMINAS entre os dias 23/11 e 03/12. Os ingressos custam a partir de R$15,00 (quinze reais / meia-entrada).

Ao longo de 10 anos, o espetáculo já foi apresentado em 25 capitais e em mais de 100 cidades brasileiras, completando 400 apresentações durante a temporada comemorativa. Além disso, vem realizando marcantes participações em festivais internacionais, em países como Argentina, Colômbia, Costa Rica, México, Uruguai e Venezuela.

A “repartição” funciona como metáfora para qualquer ambiente inóspito e burocrático de trabalho e pano de fundo para o surgimento de laços de cumplicidade entre os dois novos funcionários. É que “num deserto de almas também desertas, uma alma especial reconhece de imediato a outra”. No entanto, essa relação acaba gerando incômodo nos demais colegas de profissão.

“O espetáculo partiu de improvisações e imersões na obra de Caio Fernando Abreu. O coletivo de criadores propôs, sobrepôs e experimentou seus próprios roteiros. E não houve a escolha de um único diretor. O processo transformou-se num exercício de direção e dramaturgia compartilhadas.”, explica o codiretor Zé Walter Albinati.

Texto e espetáculo possibilitam uma diversidade de leituras e percepções sobre o universo “daqueles dois”. São múltiplas as citações ou simples menções a artistas e obras de áreas diversas, locações urbanas, letras de músicas, filmes, épocas, onde o Caio Fernando Abreu mistura, despudoradamente, seus mundos biográfico e ficcional. Os criadores, por sua vez, revezam-se nos papéis de Raul e Saul, narram trechos, sugerem os outros personagens da “repartição” e inserem suas próprias referências e leituras para o texto de Caio. Há ainda no cenário, no figurino, na música e no texto uma intencional simultaneidade, abrangendo a várias décadas.

Dentre as várias temáticas abordadas pelo espetáculo, como a solidão e a aridez dos ambientes de trabalho, uma delas chama a atenção pela sua grande importância social e ainda um tabu nas discussões: a homofobia. Dez anos após a estreia do espetáculo, essa questão passou a ser mais discutida pela sociedade em distintos núcleos sociais. O Brasil é o campeão mundial de crimes contra minorias sexuais. Em 2016, segundo dados divulgados pelo Grupo Gay da Bahia (GGB), foram mortos 343 LGBT’s (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais). Uma média de um homicídio a cada 25 horas. Para se ter uma ideia da situação alarmante que o país enfrenta, o número de crimes contra LGBT’s em 2000 era de 130, saltou para 260 em 2010, e chegou a 343 em 2016. Um aumento de 240 % em 16 anos. Assim, o espetáculo mostra-se mais atual do que nunca.

Premiações

O espetáculo foi premiado como melhor espetáculo e melhor direção no 13º Prêmio Sesc-Sated/MG (2008) e no 5º Prêmio Usiminas- Sinparc (2008). Em 2009, foi indicado ao Prêmio Shell São Paulo nas categorias de melhor direção, cenário e iluminação, vencendo nesta última. Em 2015, recebeu o prêmio de espetáculo revelação no FESTLIP – Festival de Teatro da Língua Portuguesa.

Ficha artística completa

Concepção: Cia. Luna Lunera
Texto: Caio Fernando Abreu
Diretores/Criadores: Cláudio Dias, Marcelo Souza e Silva, Odilon Esteves, Rômulo Braga e Zé Walter Albinati
Em cena: Cláudio Dias, Guilherme Théo, Marcelo Souza e Silva e Odilon Esteves
Relator do Processo: Zé Walter Albinati
Workshop de Ações Vocais: Odilon Esteves
Workshop de Contato Improvisação: Cláudio Dias
Workshop de Voz e Arranjo Vocal: Zé Walter Albinati
Cenário e Figurino: Núcleo de criadores do espetáculo
Consultoria de Figurino: Carla Mendonça
Iluminação: Felipe Cosse e Juliano Coelho
Criação Gráfica: Frederico Bottrel
Assessoria administrativa: Felipe Montesano
Assessoria de Comunicação: Mateus Meireles
Produção Executiva: Nathan Coutinho
Coordenação de produção: Larissa Scarpelli

Cia. Luna Lunera | 16 anos

Fundada em 2001, a Cia. investe em diversificados caminhos de criação através da pesquisa continuada e do diálogo com outros criadores contemporâneos do teatro, da dança, da música e das artes visuais. Tem como prática abrir seus processos criativos para o público, criando um espaço de diálogo e compartilhamento – chamado Observatório de Criação. Em seus trabalhos, busca conjugar investigações corporais, jogo cênico, uso da música como parte integrante das propostas dramatúrgicas e inserção autoral nos processos artísticos. Construiu, em dezesseis anos de trajetória, sete espetáculos, com ampla repercussão nacional: “Perdoa-me por me traíres” (2001); “Nesta Data Querida” (2003); “Não desperdice sua única vida ou…” (2005); “Aqueles Dois” (2007); “Cortiços” (2008); “Prazer” (2012) e “Urgente” (2016).

Serviço

Temporada de 10 anos do espetáculo Aqueles Dois

Data: de 23/11 a 26/11 e 30/11 a 03/12

Local: Teatro de Bolso do SESIMINAS – Rua Padre Marinho, 60, Santa Efigênia

Horário: de quinta a sábado – 20h / Domingo – 19h

Valor: R$30,00 – inteira / R$15,00 – meia-entrada

Informações: (31) 3241-7181

Link para venda: http://www.tudus.com.br/evento/centro-cultural-sesiminas-aqueles-dois

Cia. Luna Lunera realiza bate-papo de internacionalização do teatro

A Cia. Luna Lunera realiza dia 14 de setembro às 19h o bate-papo gratuito “Avanços, impasses e desafios em processos de Internacionalização do Teatro”. Para se inscrever, é necessário mandar um e-mail para comunicacao@cialunalunera.com.br com o nome, documento e telefone do interessado.

O objetivo do encontro é discutir sobre o processo de internacionalização do teatro vivenciado por grupos e produções mineiras, refletindo sobre avanços, entraves, limites e estratégias. Entre os tópicos abordados estarão: solidificação de contatos com festivais internacionais no exterior; feiras internacionais de teatro; produção em viagens internacionais; projetos de venda em línguas estrangeiras; apoios governamentais no processo de internacionalização; desafios de adaptação do espetáculo em línguas estrangeiras.

O projeto tem apoio do edital Circula Minas 2017.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Inscrições abertas para o IN Cena 2º Semestre

Estão definidas as novas turmas para o IN CENA, curso livre de teatro da Cia. Luna Lunera! Serão abertas três turmas: duas para quem ingressa agora no teatro (Módulo 1) e outra para alunos e atores que já possuem experiência (Módulo 2).

Módulo I [turma 2] – BÁSICO Sábado, das 10h às 13h – De 26 de agosto a 8 de dezembro

O Módulo I busca explorar diversas vivências em teatro através da interação dos participantes em exercícios corporais, noções de viewponts, leitura de textos, técnicas de improvisação e experimentação de cenas. Culminância personalizada conforme desenvolvimento da turma.

Módulo II – AVANÇADO Terça-feira, das 19h às 22h – De 22 de agosto a 5 de dezembro

O Módulo II busca aprofundamento de vivências teatrais através de exercícios de escuta, técnicas de improvisação, viewpoints, leitura/proposição de textos, visando a experimentação e composição de cenas. Culminância personalizada conforme desenvolvimento da turma.

A aprendizagem acontece através da troca de experiência entre todos, professores e alunos, em interação. É a valorização da realização em grupo. Os alunos participam como atores, dramaturgos, cenógrafos, figurinistas, compositores de trilha sonora e assistentes de produção nas montagens didáticas.

O curso será ministrado por Cláudio Dias no Módulo 1 (turma 1) e Zé Walter Albinati no Módulo 1 (turma 2) e Módulo 2. As aulas acontecerão na Estação Lunar, Sede da Cia. Luna Lunera [Rua Álvares de Azevedo, nº 49, Bairro Colégio Batista, BH].

Voltado para maiores de 16 anos, o curso dura 4 meses (16 encontros de 3 horas cada) e tem investimento mensal de R$ 150,00.

PRÉ-INSCRIÇÕES: https://goo.gl/forms/LQHjXQcHJjfWMJLX2

MATRÍCULAS: serão efetuadas a partir do nosso retorno via e-mail, mediante depósito da primeira mensalidade na conta bancária que indicarmos. Para mais informações, entre em contato por e-mail (mailinglunalunera@gmail.com) ou telefone (31 2555-6983), no período da tarde.

43ª Campanha de Popularização do Teatro e da Dança de Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

Em Fevereiro, a Cia. Luna Lunera traz de volta seus dois espetáculos mais recentes no Teatro Bradesco BH, dentro da 43ª Campanha de Popularização do Teatro e da Dança de Minas Gerais:

- Prazer: De 03 a 05 de fevereiro, sexta e sábado, às 20h e domingo, às 19h
- Urgente: De 10 a 12 de fevereiro, sexta e sábado, às 20h e domingo, às 19h

Garanta Já o seu ingresso antecipado:

~ Venda física ~

Mercado da Flores
Av. Afonso Pena, 1055 | (31) 3272-7487
Segunda a Domingo 09:00 as 19:00

Patio Savassi
Av. do Contorno, 6061 – Funcionários Piso L3 | (31) 3272-7487
Segunda a sábado: 13:00 as 19:00 Domingo: 14:00 as 18:00

Shopping Cidade
Piso G (Em frente a Serra adventure) | (31) 3272-7487
Segunda a sábado 10:00 as 19:00 Domingo 14:00 as 18:00

~ Vendas online ~

Site Vá ao Teatro:
PRAZER – https://goo.gl/QHHWa4
URGENTE – https://goo.gl/jpmlTs

App para celulares
Androide: https://goo.gl/hKRddM
IOS: https://goo.gl/86GMkV

 

Cia Luna Lunera realiza oficina e debate no CCBB Brasilia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O espetáculo “Urgente”, dirigido por Miwa Yanagizawa e Maria Silvia Siqueira Campos, marca os 15 anos de trajetória da Luna Lunera. Em cartaz no CCBB Brasilia até o dia 11 de dezembro, de quinta a sábado às 20h, e domingo às 19h. A peça, criada em parceria com o Areas Coletivo de Arte, discute as delicadas relações que o ser contemporâneo trava com o tempo em relação a seus desejos e projetos de vida.

Como parte da programação, a Cia. Luna Lunera realiza oficina e bate-papo relacionada ao espetáculo. A Oficina “Ator Criador”, que será ministrada pelo ator Claudio Dias, cofundador da Cia. e integrante do elenco, acontece de 23 e 25 de novembro, de 14h às 18h, no CCBB Brasília.

A oficina busca estimular uma postura autoral e participativa nos processos de criação, dramaturgia e atuação, revelando etapas de construção do espetáculo “Urgente” e propõe um treinamento de ampla escuta, a partir de técnicas de improvisação, sensibilização à percepção de tempo e espaço, resgate de elementos biográficos como possibilidade de composição de personagens|cenas. É indicada a artistas e estudantes de teatro.  São 18 vagas. Inscrições:https://goo.gl/forms/ZuB3RZuUf7DSXIX13

Já o bate-papo acontece no Teatro do CCBB Brasilia, dia  4 de dezembro, domingo, logo após o espetáculo, entre os atores da Luna Lunera e o público em geral. O grupo mineiro abre espaço para uma conversa abordando o processo de criação do espetáculo “Urgente”, a comemoração de 15 anos da companhia e os rumos e desafios do fazer teatral. Ambos os eventos são gratuitos. Para o bate papo não é necessário se inscrever previamente.

OFICINA ATOR CRIADOR

CARGA HORÁRIA: 12 horas
PÚBLICO: estudantes de teatro, atores, diretores e dramaturgos
FAIXA ETÁRIA: a partir de 16 anos
NÚMERO DE VAGAS: 18
MATERIAL DO ALUNO: Roupas leves e confortáveis,que permitam mobilidade durante os treinamentos. Sem calçados.

Data: 23, 24 e 25/11 (Quarta, quinta e sexta)
Horário: 14h às 18h
Oficineiro: Cláudio Dias

Local: Galeria 4 – Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB Brasília: SCES Trecho 2, Lote 22 – Asa Sul – Brasília, DF, 70200-002

 

Cia Luna Lunera realiza oficina e debate no CCBB SP

 

O espetáculo “Urgente”, dirigido por Miwa Yanagizawa e Maria Silvia Siqueira Campos, marca os 15 anos de trajetória da Luna Lunera. Em cartaz no CCBB SP até o dia 17 de outubro, sábado e segunda,às 20h, e domingo às 19h. A peça, criada em parceria com o Areas Coletivo de Arte, discute as delicadas relações que o ser contemporâneo trava com o tempo em relação a seus desejos e projetos de vida.

No mês de outubro, a Cia. Luna Lunera realiza oficina e bate-papo relacionada ao espetáculo. A Oficina “Ator Criador”, que será ministrada pelo ator Zé Walter Albinati, cofundador da Cia. e integrante do elenco, acontece de 6 e 8 de outubro, de 13h às 17h, no CCBB SP.

A oficina busca estimular uma postura autoral e participativa nos processos de criação, dramaturgia e atuação, revelando etapas de construção do espetáculo "Urgente" e propõe um treinamento de ampla escuta, a partir de técnicas de improvisação, sensibilização à percepção de tempo e espaço, resgate de elementos biográficos como possibilidade de composição de personagens|cenas. É indicada a artistas e estudantes de teatro.  São 18 vagas. Inscrições: https://goo.gl/forms/4KEbutylHrOH5ARJ2

Já o bate-papo acontece no Teatro do CCBB SP, dia  9 de outubro, sábado, logo após o espetáculo, entre os atores da Luna Lunera e o público em geral. O grupo mineiro abre espaço para uma conversa abordando o processo de criação do espetáculo “Urgente”, a comemoração de 15 anos da companhia e os rumos e desafios do fazer teatral. Ambos os eventos são gratuitos. Para o bate papo não é necessário se inscrever previamente.

OFICINA ATOR CRIADOR

CARGA HORÁRIA: 12 horas
PÚBLICO: estudantes de teatro, atores, diretores e dramaturgos
FAIXA ETÁRIA: a partir de 16 anos
NÚMERO DE VAGAS: 20 (vinte)
MATERIAL DO ALUNO: Roupas leves e confortáveis,que permitam mobilidade durante os treinamentos. Sem calçados.

Oficinas - 13 às 17h
Data:  06, 07 e 08 de outubro (quinta, sexta e sábado)
Local: Centro Cultural Banco do Brasil - CCBB SP: R. Álvares Penteado, 112 - Centro, São Paulo

Inscrições: https://goo.gl/forms/4KEbutylHrOH5ARJ2
Observação: As inscrições encerram-se no dia 5 de outubro, quarta-feira, às 18h.

Luna Lunera apresenta “Aqueles dois” em Barbacena

Dando continuidade à 6ª Expedição Lunar, a Cia Lunera segue para Barbacena. “Aqueles dois” será apresentado nos dias 21, sábado, às 20h, e 22 de maio, domingo, às 19h no Estação Ponto de Partida – R. Amilcar Savassi – Campo, Barbacena – MG. Os ingressos estarão à venda a R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Ofertaremos, gratuitamente, duas oficinas, a serem realizadas no mesmo local. A oficina Ator Criador será ministrada por Zé Walter Albinati nos dias 21 e 22 de maio, das 9h às 13h. É indicada para artistas e estudantes de teatro em geral. Inscrições aqui. Na programação, outra atividade é a oficina de Produção Cultural, que será ministrada no dia 21 de maio, das 14h às 18h. A oficina de Produção Cultural apresenta noções introdutórias e esclarece sobre os procedimentos de produção: leis de Incentivo, captação, parcerias, produção de espetáculos e sustentabilidade. Propõe, também, a confecção de projetos culturais simulados.Para se inscrever, acesse este link.

“Urgente” fica em cartaz no CCBB BH até dia 16 de maio

“Urgente”, a nova peça da Cia. Luna Lunera estreou no dia 31 de março de 2016 no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB BH). A peça que discute a passagem do tempo, marca os 15 anos da companhia mineira. A peça fica em cartaz até dia 16 de maio, com sessões às 20h, de quinta à segunda.

Os ingressos podem ser adquiridos à R$20 (inteira) ou R$10 (meia) na bilheteria do CCBB ou no site Ingresso Rápido.

Acompanhe o que vem sendo dito nos principais veículos da imprensa mineira sobre o espetáculo:

Jornal Estado de Minas –  31/03/16 – por Carolina Braga

Completando 15 anos, Companhia Luna Lunera estreia ‘Urgente’

Jornal Hoje em Dia – 31/03/16 – por Cinthya Oliveira

Cia de Teatro Luna Lunera estreia o espetáculo ‘Urgente’, no CCBB-BH

Jornal O Tempo – 30/03/16 – por Joyce Athiê

parte 1
Tempos irrefreáveis
parte 2

Sem medo de olhar para as urgências

Jornal Pampulha – 24/03/16 – por Bárbara França
Entre a urgência e o vagar